As Funções Textuais Interativas dos Marcadores Discursivos em Português Brasileiro e Europeu

From HLT@INESC-ID

Clemilton Pinheiro
Clemilton Pinheiro
Clemilton Loes Pinheiro possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Ceará (1993) , especialização em O Ensino da Literatura Brasileira no 2º Grau pela Universidade Estadual do Ceará (1996), mestrado em Lingüística pela Universidade Federal do Ceará (1998) e doutorado em Filologia e Lingüística Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003).

Atualmente, desenvolve estágio de pós-doutoramento na Universidade Nova de Lisboa. É professor adjunto II da Universidade Federal de Alagoas, Brasil. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Lingüística Textual, atuando principalmente nos seguintes temas: processos textuais-interativos, topicalidade, práxis, conhecimento e texto.

Addresses: [ www] mail

Date

  • 15:00, Friday, April 18th, 2008
  • 3rd floor meeting room, INESC-ID

Speaker

  • Clemilton Pinheiro, Universidade Nova de Lisboa e Universidade Federal de Alagoas, Brasil

Resumo

Os marcadores discursivos são elementos lingüísticos a que se faz referência nos estudos sobre a ligação entre partes do texto. São “(...) mecanismos verbais da enunciação, atuam no plano da organização textual-interativa, com funções normalmente distribuídas entre a projeção das relações interpessoais – quando o foco funcional não está na seqüência entre de partes do texto, e a proeminência da articulação textual – quando a dominante deixa de estar no eixo da interação”. (RISSO, SILVA E URBANO, 1996, p. 55-6). Em trabalhos anteriores, venho investigando os marcadores discursivos como mecanismos que atuam na articulação tópica do texto. A articulação tópica constitui uma estratégia através da qual se relacionam, na superfície textual, os segmentos tópicos, considerados a partir dos diferentes planos hierárquicos de organização tópica, nível intertópico, e os enunciados que integram os segmentos em particular, nível intratópico. Nesses dois níveis, os marcadores discursivos realizam movimentos que sinalizam a construção textual, relacionados a diversos aspectos do processo interacional. É o que tenho nomeado de funções textuais-interativas. Nesta apresentação, pretendo mostrar alguns dos resultados preliminares de um trabalho que objetiva investigar a comparação entre as funções textuais-interativas dos marcadores discursivos no português brasileiro e europeu, tendo em vista, principalmente, o aprofundamento do entedimento da polessemia dos marcadores discursivos.