Integração Dinâmica de Artefactos em Sistemas de Diálogo (seminar)

From HLT@INESC-ID

Porfírio Filipe

Date

  • 14:30, March 16, 2007
  • 3rd floor meeting room

Speaker

Abstract

The design of natural language applications that allow people to talk with machines/computers, in the same way as they talk one another, is materialized under the form of a dialogue system, making up a natural interface, where the use of speech is privileged.

This thesis describes a process, at knowledge level, that allows the dynamic integration of artifacts in the application domain of a dialogue system. In this picture, it is considered that the domain of the dialogue system is composed by a set of heterogeneous artifacts, with variable cardinality at runtime. These artifacts, spread on an intelligent environment, surround the users in their everyday life. Each artifact is seen as a computational resource whose management is attributed, at runtime, to the dialogue system.

The considered bilateral integration process allows a robust form to balance and to speed conception strategies of the dialogue systems, becoming flexible their conception and adaptation to the application domain. Nevertheless, knowledge modeling has significant costs, this work is also a contribution to reduce the development and maintenance costs of the current dialogue systems.

Resumo

A modelação de aplicações de língua natural que permitem às pessoas conversarem com máquinas/computadores, da mesma forma que conversam entre si, é materializada sob a forma de um sistema de diálogo, constituindo uma interface natural, onde o uso da fala é privilegiado.

Esta dissertação descreve um processo, ao nível do conhecimento, que permite a integração dinâmica de artefactos no domínio de aplicação de um sistema de diálogo. Neste cenário, considera-se que o domínio do sistema de diálogo é constituído por um conjunto de artefactos heterogéneos, com cardinalidade variável em tempo de execução. Estes artefactos, dispersos num ambiente inteligente, rodeiam os utilizadores na sua vida quotidiana. Cada artefacto é visto como um recurso computacional cuja gestão é atribuída, em tempo de execução, ao sistema de diálogo.

O processo de integração bilateral proposto permite de forma robusta balancear e agilizar estratégias de concepção dos sistemas de diálogo, flexibilizando a sua concepção e adaptação ao domínio de aplicação. Atendendo a que a modelação de conhecimento tem custos significativos, este trabalho também é uma contribuição para reduzir os custos de desenvolvimento e de manutenção dos actuais sistemas de diálogo.

See Also