VoIP - Normas e experiêcias

From HLT@INESC-ID

Date

  • March 8, 2002

Speaker

  • Carlos Ribeiro

Abstract (in Portuguese)

Os codificadores de fala foram na sua maioria desenvolvidos para funcionar na rede telefónica pública. Neste tipo de rede existe um circuito dedicado por cada chamada, sendo a qualidade da rede em termos da quebra de ligações bastante boa, mas o circuito está alocado mesmo nas zonas de silêncio, em que nenhuma informação a não ser a ausência da mesma está a ser transmitida. Mais recentemente tem sobressaído a utilização de codificadores de fala funcionando através do protocolo IP (Internet Protocol). Nas ligações IP a conversação é segmentada em pacotes e o canal partilhado por vários utilizadores, podendo cada pacote tomar caminhos diferentes até ao destinatário. Nas zonas de silêncio, por exemplo, o canal pode ser utilizado por outros utilizadores. É exactamente esta melhor utilização da infra-estrutura da rede que a torna bastante sensível, pois um pacote pode não chegar ao receptor a tempo de ser descodificado em tempo real, ou simplesmente ser eliminado devido ao aumento do tráfego em determinado troço, ou ainda por quebra de uma ligação, podendo a conversação tornar-se [in]inteligível.

Irão ser apresentas duas estratégias para recuperação de informação de pacotes perdidos em ligações IP. Uma dessas estratégias emprega predição de longa duração (LT - Long Term) já proposta no apêndice 1 da norma G.711 (PCM - Companding a 64 kbit/s) do ITU-T, que data de 1999. A outra estratégia, apenas válida para codificação PCM, emprega entrelaçamento entre amostras do sinal de fala e predição de curta duração, aumentando o atraso ou o número de pacotes gerado, mas diminuindo a probabilidade de perda de amostras consecutivas. Esta probabilidade é ainda diminuída desde que haja possibilidade de colocar na rede pacotes com diferentes prioridades, garantido a chegada ao receptor de amostras suficientemente próximas. Os testes efectuados às duas estratégias apresentadas de recuperação da informação mostraram que a predição de curta duração melhora efectivamente a qualidade dos sinais sintetizados, que em termos subjectivos, ou seja, perceptuais, quer em termos objectivos, através da relação sinal-ruído, embora à custa do aumento da complexidade.

São ainda apresentados os princípios de recuperação da informação de pacotes perdidos para codificadores normalizados baseados em CELP, tais como as normas do ITU-T G.728 LD-CELP e a G.729 CS-ACELP. Com base nestes princípios é apresentada uma proposta para recuperação de informação em Vocoders LPC.