A interface entre a sintaxe e a representação semântica formal nas linguagens naturais

From HLT@INESC-ID

Revision as of 00:28, 6 July 2006 by David (Talk | contribs)

(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Luísa Coheur

Resumo

Nesta dissertação apresenta-se uma interface sintaxe/semântica que segue a proposta do paradigma 5P. Após uma análise de superfície em que se detecta um conjunto de modelos básicos num texto, com base nas propriedades de flechagem e numa ferramenta chamada Algas, estabelecem-se relações entre os modelos básicos e os elementos no seu interior, construindo-se os modelos fechados. Estes modelos são transformados, através de uma ferramenta denominada Ogre, em grafos, que retiram dos modelos fechados as relações entre palavras. Sobre estes grafos, opera o AsdeCopas, uma ferramenta que, com base em regras semânticas, pode executar diversas tarefas. Estas regras semânticas têm a particularidade de estarem hierarquicamente organizadas. Assim, dadas várias regras em condições de serem disparadas, são aplicadas apenas as mais específicas. Adicionalmente, a interface lida com análises parciais, e mantém separadas as descrições linguísticas de informação procedimental.

Descrevem-se ainda duas aplicações da interface, nomeadamente: (i) na interpretação de questões no domínio do turismo, tendo como objectivo o cálculo de representações semânticas; (ii) na desambiguação semântica do qualquer e de outros operadores, sendo calculados os valores semânticos destas palavras, de acordo com os contextos sintácticos em que ocorrem.

Abstract

We present a syntax/semantics interface that follows the 5P Paradigm. In a first stage, after a syntactic surface analysis of a text, a set of basic models is detected. Then, by using arrow properties and a tool named Algas, we establish relations between the basic models and between the elements inside them, and we obtain arrowing models. Afterwards, a graph is built by a tool called Ogre, that abstracts relations between words from the arrowing models. Finally, a tool named AsdeCopas takes a set of semantic rules as input and operates over the graph. Depending on the semantic rules, several tasks can be performed. These semantic rules are hierachically organized. Therefore, when several rules can be triggered, only the most specific ones are executed. Moreover, this syntax/semantics interface deals with partial analysis and keeps linguistic descriptions apart from computational information.

This syntax/semantics interface was applied: (i) in question interpretation, where the goal is to associate semantic representations to questions (in the tourist domain); (ii) in semantic disambiguation, where the semantic values of the word qualquer and other operators, are calculated, depending on their syntactic context.

Full Text